17 outubro 2007

Questão da Turquia pode ser dscutida na Cimeira de Lisboa


A presidência portuguesa da União Europeia transmitiu ontem ao governo da Turquia a sua "preocupação" com a escalada de tensão na região, disse à Lusa Luís Amado. "Transmiti a nossa preocupação pelos últimos acontecimentos e pela escalada de tensão que se verifica, agravando ainda mais a situação crítica que a região conhece", disse. O chefe da diplomacia portuguesa falou ontem ao telefone com o seu homólogo turco, Ali Babacan, de quem "ouviu detalhadamente as preocupações turcas na sequência também do debate parlamentar de hoje". O governo turco ultrapassou ontem uma nova etapa na sua ameaça de enviar tropas para o Iraque ao obter luz verde do Parlamento para atacar os rebeldes curdos instalados no norte deste país. "Ancara está a concentrar os seus esforços para diminuir a tensão na região através de uma forte mobilização do seu aparelho político-militar", afirmou Amado, realçando que "a Turquia tem a preocupação de não contribuir para o agravamento de uma situação já difícil para o governo do Iraque (...) Do ponto de vista turco a acção visa o PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão)". Segundo Luís Amado, "é natural" que esta questão seja abordada quinta-feira em Lisboa, onde decorre a cimeira informal de chefes de Estado e de governo". "Dependendo da avaliação que for feita serão decididas eventuais medidas a tomar", precisou. Amado referiu a importância de um encontro em Istambul a 2 e 3 de Novembro com os países vizinhos da Turquia e do Iraque.

(Fonte: DN)

Sem comentários: