15 junho 2007

Presidente turco leva reforma eleitoral a referendo

O presidente da Turquia, Ahmet Necdet Sezer, decidiu esta manhã submeter a referendo a reforma controversa da eleição presidencial por sufrágio universal. Revelou também que vai entregar um recurso no Tribunal Constitucional para anular a reforma.
A medida mais importante das reformas apresentadas pelo Partido da Justiça e do Desenvolvimento (AKP, no governo), é a eleição do presidente por sufrágio universal a duas voltas para um mandato de cinco anos, renovável uma vez. A reforma surgiu depois do Parlamento não ter conseguido eleger o actual ministro dos Negócios Estrangeiros Abdullah Gül, no passado mês de Maio. A oposição laica colocou em causa, entre outras coisas, as posições islamitas moderadas do candidato e do partido do governo. Esta situação reacendeu o debate sobre a laicidade do Estado turco. Milhares de pessoas saíram às ruas das principais cidades do país em defesa do carácter laico da Turquia, previsto na Constituição.

1 comentário:

Quico disse...

Reformas, coisa de que muito se ouve falar por todos os recantos do mundo e a Turquia não poderá ser excepção. Há que fazer reformas, só espero que tudo corra bem para o progresso da Turquia. Gosto de ver os teus blogs e andar a par das últimas notícias no que respeita à Turquia. Bjs.