09 dezembro 2006

Orhan Pamuk discursou em Estocolmo

Orhan Pamuk, o autor turco vencedor do Prémio Nobel da Literatura deste ano, num discurso proferido na quinta-feira em Estocolmo, revelou como se tornou escritor, o que sente quando escreve, e como se sentiu ao viajar com uma mala que lhe foi entregue pelo seu pai, que morreu em 2002.
O discurso, que Orhan Pamuk intitulou "A Mala do Meu Pai", incluiu as palavras que o seu pai, Gündüz Pamuk, lhe disse antes de morrer: um dia Orhan Pamuk receberia o prémio Nobel. Pamuk concluiu o seu discurso dizendo: "Gostaria tanto que o meu pai estivesse aqui entre nós neste dia."

2 comentários:

maria disse...

Li o livro "Neve" (Kar) desse autor. Intersso-me a tudo que diz respeito à Turquia. Poderia, já que tem mais acesso, acrescentar a essa reportagem, quais as impressões do autor sobre a arte de escrever? Isso me seria muito útil. Obrigada

Lídia Lopes disse...

Olá Maria,
Acrescentarei mais dados a este artigo e publicarei mais sobre Orhan Pamuk. Obrigada pelo seu interesse.